Este conteúdo que está a tentar aceder é exclusivo
para profissionais de saúde


Você é um profissional de saúde?
Está a sair do conteúdo exclusivo para profissionais de saúde.
Este conteúdo que está a tentar aceder é exclusivo para profissionais de saúde.
Está a ser redirecionado.
Doença Inflamatória do Intestino hcpDoença Inflamatória do Intestino hcp

Doença Inflamatória Intestinal

Os problemas digestivos recorrentes podem ocorrer devido à presença de doença inflamatória intestinal.

A presença de problemas intestinais recorrentes, como a diarreia, dor e cólicas abdominais, diminuição de apetite e perda de peso, febre e cansaço podem ser indicativos de doença inflamatória intestinal*.

 

 *Os sintomas enumerados não são uma lista exaustiva; os sintomas reais dos indivíduos podem variar.

As doenças intestinais podem limitar bastante um estilo de vida ativo. A doença inflamatória intestinal (DII), que não deve ser confundida com o síndrome de cólon irritável (SCI) menos grave, corresponde a um grupo de doenças caracterizadas por uma inflamação crónica de uma porção delimitada do tubo digestivo. Os indivíduos com DII podem sofrer sintomas esporádicos ou persistentes que tornam difícil a realização de atividades diárias. As fórmulas mais frequentes de DII são a doença de Crohn e a colite ulcerosa.

A prevalência da DII está a aumentar e afeta cerca de 1,5 milhões de indivíduos nos Estados Unidos e 2,2 milhões na Europa. Desconhece-se a causa da DII, mas a genética, o sistema imunitário e o meio ambiente estão relacionados. Os sintomas da DII podem ser influenciados pela alimentação e o stress, pelo que podem ajudar as alterações no estilo de vida e na alimentação. Na Nestlé Health Science dedicamos grande parte dos nossos esforços para investigar soluções nutricionais para vários distúrbios digestivos, incluindo a DII. Desta forma, o nosso objetivo é ajudar os indivíduos a controlar melhor a sua doença. Os indivíduos com DII devem estar conscientes de que determinados alimentos agravar os seus sintomas. Geralmente, os sintomas podem piorar com lacticínios, alimentos com maior teor de gordura, adição de especiarias picantes aos alimentos, cafeína e álcool, e até por ingestão de fibra em excesso. Como a DII pode causar restrições no sistema digestivo, é importante consumir alimentos fáceis de digerir. Também é crucial seguir as instruções alimentares acompanhadas da medicação, já que as interações entre os fármacos e os alimentos podem afetar os sintomas. Além disso, como pode existir uma perda de peso não desejada, especialmente em caso de agravamento dos sintomas, os indivíduos devem assegurar uma ingestão nutricional e de líquidos suficiente, ingerindo pequenas porções às refeições mas com maior frequência ou mediante o uso de suplementos alimentares se necessário1,2.

 

1.       http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/inflammatory-bowel-disease/basics/definition/con-20034908

2.      Loftus EV Jr. Clinical epidemiology of inflammatory bowel disease: Incidence, prevalence, and environmental influences. Gastroenterology. 2004 May;126(6):1504-17.